criolipolise-bhCrio=frio; Lipo=gordura; Lise=quebra
QUEBRA DA GORDURA PELO FRIO

A criolipólise surgiu de pesquisas realizadas em Harvard pela equipe do Dr. Rox Anderson. Baseado em estudos que mostraram que a gordura era destruída pelo frio, o aparelho resfria a área de gordura localizada a ser tratada e com isso ocorre uma diminuição de até 25% da quantidade de gordura da área tratada por sessão.

O 1o aparelho surgiu em 2009 nos estados unidos com mais de 100.000 tratamentos realizados nos Estados Unidos, Europa e Brasil.

Importante saber: a criolipólise trata gordura localizada, não é para emagrecer. Pode ser feito em abdome, flancos, costas, culote, braços. Em geral, realiza-se uma sessão a cada 2 meses, 2 sessões ao ano. O Tratamento não é invasivo, não precisa de anestesia e o paciente pode voltar para suas atividades normais no mesmo dia. Durante o procedimento o paciente pode ler, ver tv, falar ao celular, acessar internet.

A criolipólise é um tratamento inovador de redução de gordura localizada, com base no “congelamento de gordura”. Através deste método inovador, as células de gordura são eliminadas pela baixa temperatura – daí a denominação “crio”. Único tratamento de redução de gordura sem cirurgia ou não invasivo aprovado pelo FDA (Food and Drug Administration), o método é eficaz e seguro por não ser invasivo, sem cortes, anestesias ou outras substâncias injetávei. Já disponível no Brasil, essa técnica de última geração possibilita a eliminação de 20 a 25% da gordura na região trabalhada, com uma única aplicação. O método é ideal para aqueles que querem se livrar dos indesejáveis excessos sem recorrer ao bisturi, e pode ser aplicado em diferentes partes do corpo, principalmente nas áreas da barriga, costas e pneuzinhos.  Durante o tratamento, a “criolipólise” ocorre somente as células de gordura da região selecionada. O médico escolhe a região a ser tratada e posiciona o copo aplicador. O aparelho puxa e segura a gordura entre seus dois painéis resfriando-a automaticamente por uma hora. A sensação é de um puxão firme e o congelamento não afeta a epiderme ou outros órgãos. A pele, por exemplo, é protegida por uma película de gel durante a sessão. Por não ser invasivo, o paciente pode retomar a rotina imediatamente após o tratamento, no mesmo dia.

Quando o copo aplicador congela a área escolhida, as membranas das células de gordura do local são danificadas, levando-as naturalmente à autodestruição ou apoptose, num período de seis a oito semanas. Gradualmente, as células de defesa são atraídas pela apoptose e acabam eliminando a gordura degradada entre seis e oito semanas seguintes. Essa gordura degrada é metabolizada no fígado, sem comprometer o seu funcionamento. A gordura é eliminada de forma natural, lentamente. O tratamento não provoca necrose ou quaisquer outros danos aos outros órgãos.  A cada aplicação, o paciente pode perder de 20 a 25% de gordura na região tratada e isso pode ser observado em até dois meses, após a primeira aplicação.
Os resultados com o Crioredux serão mantidos se o paciente seguir com o mesmo estilo de vida.