Simbolismo e Filosofia


Ramos de Oliveira - árvore sagrada para os islâmicos. Simbolismo abrangente e de cunho totalmente positivo. A ela estão associados aspectos de paz, fecundidade, sabedoria, abundância, glória, purificação, força e recompensa. Isso entre inúmeros povos e culturas, desde a antiguidade até os dias atuais.

A coroa é objeto usado pelos reis. Aqui ela é mais do que isso. Simboliza a atitude íntima de superação. A compreensão do todo e a materialização da forma moldada pela vontade e pelo merecimento. Daí o emblema da "nobreza". O divino presente na atitude suportada pela força "central" e soberana. E o poder que existe "Nele" trazendo conquistas e vitórias.

"Nosso grande medo não é o de que sejamos incapazes. Nosso maior medo é que sejamos poderosos além da medida. É nossa luz, não nossa escuridão que mais nos amedronta.

Viver de modo pequeno não serve ao mundo. Nascemos para tornar manifesta a glória de Deus que habita em nosso íntimo. Quando deixamos a nossa luz brilhar inconscientemente damos permissão aos outros para fazerem o mesmo. No momento em que nos libertamos do nosso próprio medo, a nossa presença automaticamente liberta os outros".

Negligenciar talentos natos é abrir mão de viver à altura do maior potencial que se tem. Que nossas luzes se acendam no percurso sublime da vida.

 
 

Beleza:


“Uma qualidade que proporciona poder e ascendência. Ocupa o 1º lugar nas relações humanas, aparece em 1º plano, seduz e influencia favoravelmente nossos julgamentos, exerce grande autoridade e é prodigiosamente impressiva."


Montaigne

NA MÍDIA

BLOG